“Janeiro Bronze” alerta para cuidados com a pele de crianças e adolescentes – Porto Alegre 24 horas
Foto: Pixabay

“Janeiro Bronze” alerta para cuidados com a pele de crianças e adolescentes

Especialista explica que sol tem um efeito acumulativo: ‘A radiação que você tomou nos primeiros dias e anos de vida vai ficar permanentemente guardada’, afirma

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Sol quente, suor, areia da praia e piscina são prato cheio para as alergias de verão. Os mais atingidos por elas são as crianças, como explica a presidente do Departamento de Dermatologia da Sociedade de Pediatria de São Paulo, Selma Helene. “A pele da criança é diferente da pele do adulto e ela só vai igualar a capacidade dela, tanto mecânica quanto química, a partir da adolescência quando a criança começa a produzir o sebo. Antes disso, é uma pele desprotegida, mais suscetível a irritações e quadros alérgicos”, explica.

Raquel é mãe de João, de quatro anos, e conta que todo verão ele sofre com as alergias. “Uma das consequências do verão aqui em casa é a dermatite. A pele do João já é fina e fica bem mais fina, por conta da dermatite, então ele tem muitas coceirinhas, e isso vai trazendo lesões para a pele dele e, com isso, inflama, machuca, dói”, relata. Além do protetor solar, Raquel tem todo o cuidado com a pele sensível do filho. “Banho fresco e muita hidratação, a hidratação da pele dele tem que ser uma, duas a três vezes no dia, para poder suprir o quão fica seco por conta do verão.”

Para conscientizar os pais sobre a necessidade de cuidar da pele dos filhos, durante todo o mês, acontece o “Janeiro Bronze”, como destaca a especialista e coordenadora da campanha. “No Janeiro Bronze que nós fazemos a previsão de câncer de pele, dos danos solares na infância e durante a adolescência. Isso é importante uma vez que o sol tem um efeito acumulativo. A radiação que você tomou nos primeiros dias e anos de vida vai ficar permanentemente guardada na sua pele”, explica. Vale muito aproveitar a estação mais quente do ano com as crianças, mas não se esqueça: fique atento ao calor excessivo. (Jovem Pan)

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade