Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News

O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) ganhou evidência nas últimas semanas por conta do comportamento do ator e cantor Fiuk durante o Big Brother Brasil 21. Vários especialistas em saúde mental destacaram as características o transtorno, bem como a necessidade de tratamentos e acompanhamento clínico para que o paciente tenha qualidade de vida.

Se não tratado, o TDAH pode levar a vários prejuízos pessoais e profissionais. E caso as pessoas que estejam em volta não tenham ciência do problema, os julgamentos e a pressão exercidos sobre a pessoa podem potencializar esses danos. No entanto, nem sempre as pessoas percebem os sinais do transtorno, principalmente em adultos, que muitas vezes acabam sendo taxados de preguiçosos, desinteressados ou incompetentes.

O médico psiquiatra e fundador do canal Saúde da Mente, Marco Antonio Abud, lista 10 características muito comuns de comportamentos do dia a dia que podem caracterizar a presença do TDAH:

1. Ocorrência de atrasos constantes;
2. Direção impulsiva no trânsito (com mais infrações, multas e maior risco de acidentes);
3. Falta de foco ao participar de reuniões longas, distraindo-se com outros pensamentos;
4. Cansaço intenso e distração ao ter que fazer tarefas não estimulantes;
5. Grande dificuldade com relacionamentos, pela dificuldade de escutar o outro e de se lembrar de compromissos;
6. Excesso de procrastinação para atividades consideradas chatas ou repetitivas;
7. Sensação de não conseguir relaxar, parecendo estar com o motor ligado o tempo todo;
8. Dificuldade para priorizar tarefas;
9. Explosões de raiva intensas e repentinas, que passam em minutos, agindo, depois, como se nada tivesse acontecido;
10. Desorganização extrema de objetos, roupas e outros itens do dia a dia.

O especialista destacou ainda outras atitudes que podem sinalizar a presença do TDAH em um adulto. “Existem vários adultos que só conseguem cumprir, com excelência, tarefas com prazo apertado, “na última hora”, o que leva a um gigantesco gasto de energia e sofrimento”, afirmou. Outros, terminam relacionamentos abruptamente, de forma impulsiva. Ou trocam de emprego sem planejamento devido a dificuldade em gerenciar emoções negativas e frustrações.”

Metrópoles