Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News Entre no grupo do Whatsapp

Direto da redação:
Desde terça-feira (27) os trabalhadores da indústria do comércio e dos serviços da cidade de Bento Gonçalves, região Serrana do estado já contam com um consultório exclusivo para o atendimento dos primeiros sintomas da covid-19.

A ação inédita foi viabilizada pelos esforços do grupo “Unidos por Bento”, e é um importante movimento para impedir o agravamento do quadro inicial da doença, contribuindo para reduzir as internações hospitalares e manter as atividades econômicas, educacionais e de lazer em funcionamento.

Controlando a doença nesta fase também controlamos a pandemia e temos uma resposta extremamente eficaz para manter vidas, economizar recursos e trabalhar com segurança”, diz Rogério Capoani, presidente do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC-BG), que capitaneia o Unidos por Bento.

O consultório tem coordenação do pneumologista Alexandre Pressi e conta com uma junta composta por outros cinco médicos e uma enfermeira. “Embora a vacina seja fundamental, enquanto ela não chega a todos, é preciso buscar os tratamentos alternativos – as empresas terão acesso a outras estratégias mediante um cadastro coordenado pelo CIC-BG”, ressalta a nota divulgada pelo movimento.

Com esse consultório, a intenção é evitar que trabalhadores com sintomas virais, a chamada fase 1 (dores pelo corpo, diarreia, coriza, perda do olfato e paladar), evoluam para a fase inflamatória, conhecida como fase 2 (febre persistente, tosse com piora de demais sintomas), e impedir que cheguem à fase 3 (falta de ar, oxigenação menor que 95), o que exigiria a internação em hospitais. Todo o processo terá acompanhamento dos profissionais de saúde por 14 dias, com o paciente sendo tratado, assim como seus dependentes e familiares, caso haja necessidade.

As consultas devem serão agendadas através de um canal específico e será compartilhado pelas empresas com os seus funcionários que devem buscar o atendimento imediatamente assim que identificarem os primeiros sintomas. “Dessa forma, haverá garantia de uma maior proteção a eles e seus familiares, assegurando também produtividade aos negócios. Além disso, essa prática trará aumento de satisfação do colaborador, melhorando o clima organizacional; redução de contágio e de faltas no trabalho; e manutenção da saúde física e emocional”, completa o texto.

Esse é um serviço exclusivo para trabalhadores, encaminhados por suas empresas, e não poderá ser acessado particularmente pela comunidade. A facilidade é ofertada sem custo às empresas que já participaram do “Unidos por Bento”, e aquelas que ainda não são aderentes, devem contatar o CIC-BG para negociação.