Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News Entre no grupo do Whatsapp

Direto da redação:
Em live transmitida pela Rádio Prefeitura na manhã deste domingo (02), o prefeito de São Leopoldo Ary Vanazzi, anunciou que o município irá utilizar as doses remanescentes diárias, as que ficam nos frascos abertos ao final do processo vacinação, para iniciar a vacinação dos trabalhadores da educação, sejam educadores, pessoal do setor administrativo ou de apoio, como serviços de limpeza e alimentação escolar da educação infantil.

A vacinação com as doses remanescentes deve começar já nesta semana, em planejamento que será organizado pelas secretarias municipais de Educação e Saúde, e serão incluídos inicialmente profissionais da Educação Infantil, da rede municipal, conveniada e particular.

A vacinação destes profissionais será em um local específico e agendado diretamente com as instituições, não alterando em nada o calendário diário de vacinação dos grupos específicos. Os secretários municipais Marcel Frison (Saúde) e Ricardo da Luz (Educação) participaram do anúncio.

“ Estamos há meses batalhando para que trabalhadores da educação sejam incluídos como prioridade nesta etapa do Plano Nacional de Imunização, isso não foi feito pelo Governo Federal, então encontramos essa alternativa que não prejudica ninguém dos grupos prioritários e inicia a vacinação das escolas, o que é fundamental para a segurança dos trabalhadores e das famílias”, explicou o prefeito Ary Vanazzi.

Mais detalhes do cronograma de vacinação junto às escolas devem ser divulgados ao longo da segunda-feira (03) pela Prefeitura de São Leopoldo