Após morte de bebê, Anvisa pede para para recolher fórmulas; veja quais

Após morte de bebê, Anvisa pede para para recolher fórmulas; veja quais

Produtos estão sendo investigados pela FDA por envolvimento em internações e uma morte ocorridas entre bebês
Foto: PixaBay

Compartilhe esta notícia

Revista Fórum – Fórmulas para bebês de cinco marcas internacionais começaram a ser recolhidas nesta quarta-feira (23) a pedido da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Os produtos estão sendo investigados pela FDA, reguladora americana, por envolvimento em internações e uma morte ocorridas entre bebês após o consumo das fórmulas infantis. Três crianças tiveram infecção pela bactéria Cronobacter sakazakii e, outra, pela Salmonella Newport.

A agência americana diz que, até o momento, detectou vários resultados positivos de Cronobacter em amostras ambientais colhidas nas instalações da Abbott Nutrition, localizadas na cidade de Sturgis, nos Estados Unidos. A companhia é responsável pelos produtos citados.

Como medida preventiva, a Anvisa publicou uma resolução proibindo a importação, a comercialização, a distribuição, a propaganda e o uso das fórmulas infantis em pó das marcas.

Confira quais são as marcas:

  • Human Milk Fortifier
  • Similac PM 60/40
  • Similac
  • Alimentum
  • EleCare

Segundo a Anvisa, precisam ser recolhidas unidades dos produtos com um número de “vários dígitos na parte inferior da embalagem, começando com os dois primeiros dígitos entre 22 e 37, contendo K8, SH ou Z2, e com data de validade 1º de abril de 2022 ou posterior”.

Mais noticias do Porto Alegre 24 horas

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade