O jornalista Roberto Cabrini está deixando o SBT, onde apresenta o programa “Conexão Repórter”.

Na verdade, deverá sair no final de outubro, quando irá vencer o seu atual compromisso.

A decisão de não renovar foi tomada, após seguidos encontros e tentativas de acerto.

Dentre os motivos principais para o desligamento do jornalista, as questões comerciais.

O programa não está conseguindo fazer frente às suas despesas de produção.

Vale lembrar que o SBT está em um momento de enxugar os seus custos e o “Conexão Repórter” é considerado um programa caro, que exige equipe e gastos.

Como não está correspondendo comercialmente, foi decidido que Cabrini e todo o seu pessoal não terão seus contratos renovados.

Cabrini tem passagens pelas principais emissoras de televisão, como Globo, Record, SBT, Band e TV Cultura.

Depois de um giro por diferentes canais, ele retornou à emissora de Silvio Santos, em 2009, para ser editor-chefe e apresentador do “Conexão Repórter”.

O profissional conquistou praticamente os mais importantes prêmios em sua carreira.

Mas nem isso foi capaz de salvar o “Conexão”, descrito como um programa que busca a verdade por meio de grandes reportagens.

O nome surgiu pela modernidade que sugere: a informação nos tempos de hoje viaja por conexões cada vez mais velozes e sofisticadas.

O uso da palavra “repórter” foi estrategicamente usada para destacar o formato e a disposição do apresentador.

De acordo com informações que circulam no SBT, além do seu papel como profissional, Cabrini teria inclusive procurado anunciantes para tentar salvar o jornalístico.

Agora, está no mercado. E só resta aguardar.

Um diretor, ao ser consultado, fez questão de colocar necessária ressalva: “não esqueça que estamos no SBT. Tudo pode mudar a qualquer momento”.

Cabrini, também procurado, disse que não tem nada a comentar neste momento, mas destacou: “somos o programa mais premiado da história da emissora. Estamos há 10 anos no ar”. (R7)