Smed promove formação sobre aleitamento materno em Porto Alegre
Connect with us

Notícias

Smed promove formação sobre aleitamento materno em Porto Alegre

O encontro, alusivo ao Agosto Dourado, será na Câmara de Vereadores

Publicado há

em

Para assegurar as ações de incentivo ao aleitamento materno, o setor de Nutrição da Secretaria Municipal de Educação (Smed) promove nesta sexta-feira, 23, uma formação sobre o tema voltada a todos educadores e nutricionistas das escolas públicas de Educação Infantil mantidas pela prefeitura de Porto Alegre. O encontro, alusivo ao “Agosto Dourado”, será das 13h30 às 17h, na Câmara de Vereadores, e contará com apoio técnico da Secretaria Municipal de Saúde.

Na próxima semana, dia 30, haverá a mesma formação, sendo 250 vagas para cada encontro. Participam diretores, dirigentes, coordenadores pedagógicos, professores, monitores, técnicos em nutrição e dietética e estagiários das instituições municipais e, pela primeira vez, das comunitárias – ao todo, as duas redes atendem cerca de 28 mil crianças de zero a 5 anos.

Notícia Relacionada:  Governo do Estado repassa R$ 110 milhões a municípios e hospitais

Conforme enfatiza a coordenadora adjunta do setor de Nutrição da Smed e organizadora da formação, Cintia dos Santos Costa, o leite materno é reconhecidamente o melhor alimento para os bebês e eles não precisam ser desmamados ao ingressarem na escola. O berçário é a primeira etapa da Educação Infantil, que recebe crianças a partir dos quatro meses.

“A promoção da duração do aleitamento materno é fator de proteção para diversas doenças crônicas, consideradas epidêmicas na atualidade, como obesidade, diabete e hipertensão, e importante para que a criança tenha dentes fortes, desenvolva a fala e tenha uma boa respiração”, destaca Cintia. “Incentivamos todas as mães que manifestam que querem permanecer amamentando”, complementa.

Amamentar é Tri! – A formação, promovida anualmente, está vinculada ao “Projeto Amamentar é Tri!”, que hoje alcança todas as 29 escolas municipais infantis com turmas de berçário 1 e 2. O projeto, cujo próximo passo é incluir a rede comunitária, busca fomentar a prática do aleitamento materno exclusivo até o seis meses e como complementação alimentar, por livre demanda, até os dois anos de idade.

A abordagem junto à família da criança é feita no momento da matrícula na escola, o que frequentemente coincide com o retorno da mãe ao trabalho. Elas recebem apoio para manter o aleitamento, bem como material informativo sobre técnicas para a ordenha e esterilização de materiais. O leite materno pode ser guardado em geladeira na própria escola, e a Smed disponibiliza kits de armazenamento.

Notícia Relacionada:  Ocultação do número de curtidas no Instagram ameaça prazer dos usuários

Além da criação dos espaços específicos para o ato, o projeto trabalha com a proposta de aquisição pelas escolas do chamado “kit lúdico”, com bonecas de pano e bichos de pelúcia que alimentam seus bebês sem auxílio de mamadeiras. Também busca reduzir o uso de mamadeiras e chupetas, além da remoção de materiais alusivos ao desmame, como as mamadeiras de brinquedo.

Agosto Dourado – Agosto é mundialmente o mês dedicado à intensificação das ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno. A cor dourada está relacionada ao padrão ouro de qualidade do leite materno, de acordo com a Organização Mundial da Saúde. Mais de 170 países realizam campanhas de estímulo à amamentação nesta época. No Brasil, a iniciativa foi introduzida em 2017 pela Sociedade Brasileira de Pediatria. (PMPA)

Patrocínio
Patrocínio
Patrocínio