Foto: reprodução/arquivo

Atenção! Ciclone trará ventos de mais de 100 km/h para o Rio Grande do Sul

Rajadas devem atingir Porto Alegre e região. Autoridades devem se preocupar com ruinas do prédio da SSP

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Da MetSul

Um ciclone extratropical vai trazer vento forte a intenso com rajadas localmente muito intensas com potencial de transtornos amanhã no ingresso de uma forte massa de ar polar. O sistema de baixa pressão será responsável ainda por provocar sensação térmica muito baixa com percepção de muito frio e também forte agitação marítima na costa do Sul do Brasil. O alerta foi feito pela MetSul Meteorologia.

O ciclone se formou nas últimas horas na costa da Argentina e na manhã deste sábado se encontrava junto ao litoral da província de Buenos Aires. A projeção da MetSul é de que na sequência o sistema se desloque para a foz do Rio da Prata, devendo então mover-se no sentido Leste e Nordeste, posicionando-se a Sudeste do Chuí.

O vento no Rio Grande do Sul vai se intensificar em todas as regiões entre a noite de hoje e o início do domingo, mas, será ao longo deste domingo é que deverá ganhar ainda mais força com rajadas fortes a muito fortes com períodos de vento intenso. Na maior parte do Estado o vento deverá ficar entre 40 km/h e 70 km/h nas rajadas mais fortes.

Vento no litoral pode passar dos 100 km/h

Como é o comum em ciclone, as rajadas mais intensas devem se dar no Sul e no Leste do Estado ao longo do domingo. As rajadas, em média, devem ficar entre 70 km/h e 90 km/h no Sul e no Leste gaúcho, mas o Litoral Sul pode ter vento perto ou pouco acima de 100 km/h em alguns pontos. Porto Alegre deve ter vento de 70 km/h a 80 km/h com rajadas superiores isoladas pela topografia.

Mesma previsão da Capital é válida para cidades mais ao Sul da Grande Porto Alegre e próximas da Lagoa dos Patos como Viamão, Eldorado do Sul e Guaíba. Em municípios mais ao Norte da região metropolitana, como do Vale do Sinos, por conta do relevo não costuma ventar intensamente em ciclones extratropicais.

Há risco de queda de árvores e cortes de energia no Sul e no Leste do Estado em razão do forte vento deste domingo, incluindo a região de Porto Alegre. Os maiores problemas devem se dar no Sul gaúcho, como na região entre o Chuí e Pelotas que devem ter pontos que ficarão sem luz. Na Capital, o risco maior é de queda de árvores e falta isolada de energia.

Atenção com prédio em ruínas da SSP

A MetSul adverte que devido ao estado precário da estrutura, consumida por grave incêndio, as ruínas do prédio da Secretaria de Segurança Pública exigem atenção pelo forte a intenso vento deste domingo.

O local está próximo do Guaíba e a região é uma das mais ventosas de Porto Alegre, o que diante do atual estágio de precariedade do edifício pode levar ao risco de novos colapsos e desabamentos.

Agitação marítima e sensação térmica

A MetSul, por fim, destaca que a atuação do ciclone extratropical deixará o mar muito agitado na costa gaúcha com alto risco de ressaca que pode ser forte em algumas praias.

O Porto de Rio Grande deve ser forçado a interromper operações pelo mar grosso e as rajadas de vento de 90 km/h a 100 km/h na barra.