Defesa Ciivl
Foto: Alex Rocha | PMPA

Defesa Civil mantém alerta e terça-feira deve ser mais um dia de chuva na Capital

Os técnicos do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) estão de prontidão para o atendimento de demandas emergenciais em todos os pontos da cidade.

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

A prefeitura mobilizou suas equipes nesta segunda-feira, 13, para atender as ocorrências devido à chuva. Segundo a Defesa Civil do município, choveu 42,4 milímetros nas últimas 24 horas. A média do mês de setembro nos últimos 20 anos é de 168 milímetros. Para esta terça-feira, 14, segue o alerta de temporal e a previsão é de mais um dia chuvoso, com mínimas de 16°C e máximas de 22°C.

As equipes de Manejo Arbóreo (EMA) da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSUrb) estão atuando em chamados emergenciais. Até agora, foram registradas 11 ocorrências, sendo seis delas relacionadas à queda de árvores. Os atendimento já iniciaram em todos os pontos.

Os técnicos do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) estão de prontidão para o atendimento de demandas emergenciais em todos os pontos da cidade. A prioridade é o atendimento de vias de grande fluxo e de situações de risco aos moradores. Das 22 Estações de Bombeamento de Águas Pluviais (Ebaps), apenas a casa de bombas número 21, na Vila Asa Branca (rua Nevani Bárbara Coelho, 477), bairro Sarandi, apresentou problemas eletromecânicos na tarde desta segunda-feira. Por volta das 16h, a equipe de manutenção estava no local para realizar o conserto, ainda sem previsão de conclusão.

Entre os pontos que registraram alagamentos ou acúmulo de água estão o arroio Passo das Pedras, na avenida Sarandi, e a avenida Benjamin Constant, próxima ao número 1362, no bairro São Geraldo, onde a rede pluvial estava obstruída. Uma equipe do Dmae fez a desobstrução com auxílio de hidrojato.

Arroio no Sarandi – O arroio recebe limpezas frequentes para retirada de lixo, o que auxilia no escoamento da água da chuva no arroio Passo das Pedras, conhecido como Sarandi. A região é baixa, fica localizada quase no mesmo nível dos rios, e por isso recebe uma contribuição de águas pluviais muito grande, sofrendo historicamente com alagamentos. O local demanda obras com grandes investimentos. O Dmae está buscando recursos e deve dar início até o próximo semestre a algumas ações, como dragagem e recuperação de redes de drenagem.

Trânsito – A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) atendeu, desde o início do dia, 34 ocorrências em razão da chuva. Dessas, 19 foram encerradas e 15 ainda em atendimento. Agentes foram deslocados para pontos mais críticos e monitoram a situação. Informações são atualizadas no twitter @EPTC_POA .