RS e metade do continente sofrem com calor extremo e risco alto de incêndios – Porto Alegre 24 horas

RS e metade do continente sofrem com calor extremo e risco alto de incêndios

Quase todo o Uruguai encontra-se com perigo de incêndios em vegetação muito alto ou extremo, o que se estende ao Oeste e ao Sul do Rio Grande do Sul.
Foto: Reprodução/Internet

Compartilhe esta notícia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on whatsapp

Quase todo o Centro e o Sul da América do Sul estão com risco de incêndios elevado ou extremo nesta virada de ano em meio a uma brutal onda de calor. O mapa de risco de fogo da América do Sul mostra metade do continente com risco de fogo elevado ou extremo.

Praticamente toda a Argentina, do extremo Sul ao Norte do País, tem risco de incêndio extremo projetado pelos modelos. Também o Oeste do Uruguai, o Oeste do Rio Grande do Sul e o Paraguai apresentam risco de incêndios excepcionalmente altos.

Quase todo o Uruguai encontra-se com perigo de incêndios em vegetação muito alto ou extremo, o que se estende ao Oeste e ao Sul do Rio Grande do Sul. Na Argentina, a situação é pior no Centro do país e na região patagônica. No Cone Sul da América do Sul, apenas áreas a Oeste dos Andes, no Chile, não estão com risco alto de fogo.

Esta situação extremada de risco de incêndios ocorre pela combinação de dois fatores. Primeiro, uma seca forte e prolongada atinge Argentina, Uruguai, parte do Paraguai e do Sul do Brasil. Nestas mesmas regiões, atua uma massa de ar quente intensa com calor muito forte a extremo em que as máximas superam 40ºC.

O Centro da América do Sul, em especial, enfrenta o pior da onda de calor. A temperatura na quinta-feira atingiu no Uruguai 38,5ºC em Mercedes e 38,3ºC em Salto. Na cidade de Montevidéu, a máxima atingiu 35,2ºC no Prado.

No Rio Grande do Sul, a temperatura chegou a 38,9ºC em Porto Xavier, 38,0ºC em Quaraí, 37,8ºC em Uruguaiana e Santa Rosa, 37,7ºC em Alegrete, 37,6ºC em Teutônia, 37,5ºC em Feliz, 37,4ºC em Porto Vera Cruz e Alpestre, e 37,3ºC em Lajeado.

No Paraguai e na Argentina, a temperatura novamente passou dos 40ºC com registros de 46,0ºC em Rivadavia, 44,0ºC em Las Lomitas, 43,4ºC em Santiago del Estero, 42,6ºC em Catamarca, 42,5ºC em Formosa, 42,0ºC em Tartagal e Villa de Maria del Rio Seco e 41,5ºC em La Rioja. No Paraguai, a temperatura chegou a 43ºC em Marechal Estigarria.

O risco de fogo seguirá extremo durante o fim de semana com a manutenção do calor em nível excepcional no Centro e no Norte da Argentina, onde a temperatura ficará acima dos 45ºC em algumas regiões. O Paraguai também terá calor excepcional com máximas de 43ºC a 45ºC.

Grandes incêndios florestais atingem o Uruguai no final deste ano, consequência da forte onda de calor que se registra e a seca que assola o país que fez o Ministério da Pecuária uruguaio declarar uma situação de emergência climática. Bombeiros, Ministério do Interior, Força Aérea, Exército e voluntários combatem as chamadas em duas regiões do País. (O Sul)

Mais noticias do Porto Alegre 24 horas

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Para mais informações, incluindo como configurar as permissões dos cookies, consulte a nossa nova Políticas de privacidade