Traficantes decapitam rival e postam vídeo "jogando futebol" com cabeça da vítima no Litoral Norte

Polícia

Traficantes decapitam rival e postam vídeo “jogando futebol” com cabeça da vítima no Litoral Norte

A vítima, identificada como Lucas Natanael Oliveira da Silva, integraria um grupo criminoso e teria divulgado nas redes sociais que estava vendendo drogas em área pertencente a facção rival.
Brigada Militar Divulgação

Foi preso nesta terça-feira (12) em Cidreira, no Litoral Norte, o suspeito de ter matado e decapitado um homem, junto com outros dois investigados. De acordo com informações reveladas na investigação da Polícia Civil, os acusados teriam “jogado futebol” com a cabeça da vítima e postado as imagens nas redes sociais. A motivação seria a disputa de tráfico de drogas entre facções que brigam por um mesmo território.

A vítima, identificada como Lucas Natanael Oliveira da Silva, integraria um grupo criminoso e teria divulgado nas redes sociais que estava vendendo drogas em área pertencente a facção rival.

 

Uma ocorrência de desaparecimento foi registrada no dia 14 de outubro e no dia 29 o corpo foi localizado sem a cabeça enterrado nas dunas de Cidreira. A apuração policial, a Lucas Natanael foi atraído para uma emboscada por duas mulheres e depois atacado por dois homens. Um terceiro elemento chegaria para ajudar no assassinato.

Segundo o delegado, os três gravaram em imagens a decapitação e o “jogo de futebol”. Com o vídeo em mais, Souza obteve na Justiça a prisão preventiva dos três e prendeu, nesta terça-feira (12), em Cidreira, Israel Silva da Silva, 23 anos. Pablo Henrique da Rosa Amador e Marlon Terra Nunes — ambos são maiores de idade — não foram encontrados e são considerados foragidos.

A polícia busca indiciar ainda duas mulheres que teriam participado na emboscada à vítima. Os três acusados respondem pelos crimes de homícidio qualificado, ocultação de cadáver e associação criminosa.

*Com informações GaúchaZH

Patrocínio

Desenvolvido por: