Siga o Porto Alegre 24 Horas no Google News Entre no grupo do Whatsapp

Os efeitos positivos e nocivos da tecnologia na vida das pessoas e o que fazer para se proteger da dependência digital. Esse é o tema da palestra que inaugura oficialmente as atividades acadêmicas da graduação em Psicologia da FACEFI, que acontece no próximo dia 05 de março às 19h, por videoconferência.

O convidado é o psicólogo Cristiano Nabuco de Abreu, que coordena o Núcleo de Dependências Tecnológicas do Programa Integrado dos Transtornos do Impulso (PRO-AMITI) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, autor de diversos livros e uma das referências sobre este tema no país. Com 35 anos de experiência na psicologia, Nabuco já foi entrevistado por muitos veículos de comunicação do Brasil sobre o tema da dependência tecnológica e assina uma coluna no blog Viva Bem do portal UOL sobre temas ligados ao comportamento humano em várias áreas.

O uso da tecnologia está presente no cotidiano de crianças, jovens e adultos. Ocupando um papel importante na mediação dos relacionamentos, seu uso contínuo veio aproximando as pessoas, além de proporcionar outros benefícios já tão conhecidos por todos (como a busca de informações, navegação recreativa, profissional etc).  Entretanto, a medida em que a utilização veio se tornando cada vez mais frequente e cotidiana, uma série de impactos negativos se manifestaram, ocasionando problemas nos relacionamentos pessoais, no trabalho, na educação e, principalmente, junto desenvolvimento psicológico humano, gerando, inclusive, casos graves de dependência.

A aula é gratuita e aberta à comunidade e as inscrições podem ser feitas pelo link http://bit.ly/aulafacefi

Primeira turma de graduação

A partir da experiência de mais de 30 anos do Centro de Estudos da Família e do Indivíduo (CEFI), em cursos de extensão, pós-graduação e estudos clínicos, a FACEFI, localizada no bairro Auxiliadora,começa neste semestre sua graduação em Psicologia.

“O objetivo é oferecer ensino 100% focado na área de Psicologia, trazendo o que existe de mais novo nos estudos internacionais da área e incorporando temas fundamentais da sociedade de hoje”, explica o coordenador do curso Cristofer Batista da Costa. “A pandemia demonstrou a importância de olhar para a saúde mental das pessoas e precisamos de profissionais qualificados para as novas demandas que surgem”, complementa.

O curso apresenta um currículo inovador, generalista,mas que inclui disciplinas sobre temas emergentes, como Emoções, Resiliência e Sofrimento, Psicologia da Morte e do Morrer, Saúde e sofrimento na atualidade e Psicologia na Era Digital. Funcionando em um prédio de seis andares, com salas de aula, dois auditórios, biblioteca e duas salas de espelhos (utilizadas para observação de práticas terapêuticas), outro diferencial é a carga horária prática desde o primeiro semestre do curso.